About

Ricardo Laganaro is a brazilian filmmaker based in São Paulo. He has degrees in Communications from ECA-USP, in Advertising from ESPM, and in film making from the New York Film Academy.

He began working at TV Cultura in 1999 and in 2001 transferred to the advertising area, working in post-production and as a director’s assistant, not only for live-action movies, but also stop-motion, tradicional animation and CGI.

In 2006, he began to direct his own projects, and his first music video won the "Best Music Video for a New Band" Award at the Brazilian MTV's VMA. From there he went on to partner with Universal Music to make more music videos and also directed a documentary about the last album by Ira!, one of the biggest rock bands in Brazil.

Since 2009 he has been at O2 Filmes, the biggest production company in Brazil, where he combines his experience on the film set with his technical knowledge of post-production. He was the Head of the 3D, VFX Supervisor and has participated in the production of commercials, special projects, TV series and brazilian feature films, besides international projects such as "360" directed by Fernando Meirelles, and the brazilian-canadian production called "Zoom".

In 2015, Ricardo directed an immersive film for Museu do Amanhã, one of the great new museums in Rio. The 360º videos he directed for clients like Google and Mastercard sums more than 60 million views, in 2016 (including the one for the Brazilian pop singer Ivete Sangalo, which was the most viewed 360º music video in the world).

He was a speaker at the SXSW festival in Austin, Texas, where he talked about his experiences with immersive narratives, as well as events such as Comic Con Experience, Wired Festival Brasil, Mediamorfosis, Immersed Festival (Toronto), among others; and he is visiting professor at the Laboratory of Design and Immersive Experiences at the Fine Arts University (Universidade Belas Artes) in São Paulo.

Ricardo also was one of the ten rising filmmakers from around the globe who have been selected by Oculus to be part of the project "VR For Good", directing a VR documentary to be premiered at the 2017 Tribeca Film Festival in the Virtual Arcade.

//

Ricardo Laganaro é formado em comunicação social na ECA-USP, publicidade na ESPM e realização cinematográfica na New York Film Academy.

Começou na TV Cultura em 1999, como webdesigner, mudando para o mercado publicitário, como finalizador e assistente de direção em 2001. Em 2006 começou a dirigir seus próprios projetos. Com o clipe de “Quem já perdeu um sonho aqui”, do Hateen, venceu a categoria de melhor clipe de banda revelação do VMB. Também dirigiu o clipe de “Cedo ou Tarde”, do NXZero, com mais 23 milhões de views no Youtube, e um documentário sobre a gravação de um disco da banda IRA!

Está na O2 Filmes, maior produtora da América Latina, desde 2009, onde foi coordenador do departamento de 3d e supervisor de efeitos especiais, participando de projetos especiais da casa como Vips, Xingu, 360, a série "As Brasileiras" e o longa Brasil-Canadense Zoom, entre outros.

Esteve na série  “Felizes para Sempre?” com direção de Fernando Meirelles para a Rede Globo, como diretor de “Outras Telas”. Dirigiu também a abertura da série "Que Monstro Te Mordeu?", exibida pela TV cultura, com direção geral de Cao Hamburger.

Dirigiu o filme imersivo para o Museu do Amanhã, inaugurado no Rio de Janeiro em 2015, além da série documental em realidade virtual para os 20 anos do SPFW e o clipe "O Farol" de Ivete Sangalo (o video clipe 360º mais visto no mundo). Em 2016, incluindo clientes como Google e Mastercard, seus vídeos em realidade virtual e 360º somaram mais de 60 milhões de visualizações.

Foi palestrante no festival SXSW em Austin, Texas, onde contou sobre suas experiências com narrativas imersivas, além de eventos como a Comic Con Experience, Wired Festival Brasil, Mediamorfosis, Immersed Festival (em Toronto) entre outros. É também professor convidado do Laboratório de Design e Experiências Imersivas na Universidade Belas Artes. 

Laganaro é um dos dez diretores em ascenção do mundo, escolhidos pela Oculus para ser parte do projeto “VR For Good”, onde dirigiu um documentário dentro prisões de segurança máxima nos EUA, que terá sua premiere no  Festival de Tribeca 2017 dentro do programa Virtual Arcade.